Quando for grande...

Quero ser eu, inspirada em ti! 

Considero-me inspirada pelas pessoas da minha vida. Pela coragem de quem passa por mim conseguir olhar para si, pela confiança que deposito sempre nos noutros e na vida. 

A minha avó, Maria Angélica Andresen Castro Henriques, psicóloga e psicanalista, ensinou-me tantas coisas. Quando me perguntam quando é que decidi ser psicóloga costumo contar a estória de, aos 8 anos, ficar espantada com o seguinte: como era possível as pessoas entrarem tristes para o consultório e saírem com um ar aliviado e sorridente?!

Descobri, anos mais tarde, que esta também era a profissão que queria ter. Ajudar os outros a encontrarem o caminho para serem mais felizes. Sou natural do Porto e aqui estou desde sempre. Sou Psicóloga, licenciada e mestre em psicologia pela Universidade do Porto. A maternidade complementa, seriamente, os meus conhecimentos científicos e tudo o que aprendo, todos os dias, na minha prática clínica.

Sou especialmente ligada às pessoas da minha vida e vejo neste espaço, neste site, um espaço de partilha de tudo o que vou pensando e refletindo sobre os desafios da vida e, sobre tudo o que por vezes é invisível aos nossos olhos. Procuro, por isso, que as pessoas que por aqui passem encontrem isso mesmo: um espaço para pensarem em si e se sintam, de alguma forma, em casa (Sítio onde nos sentimos Amados mas também compreendidos, desafiados,...). 

maria.jpg

Onde estou?

Consultório Privado - Rua Marechal Saldanha nº109 | Sala 8 | Contacto: 914889390

Trofa Saúde Hospital - Gaia

O que faço? 

Trabalho com crianças, jovens e adultos. 

Como?
Através da intervenção individual, centrada na pessoa, que pretende promover o bem-estar psicológico e a mudança, integrando o sistema pessoal, relacional e familiar. O processo procura o desenvolvimento de recursos psicológicos que permitam a ressignificação de acontecimentos passados e/ou atuais, a diminuição de sintomatologia presente, para assim construir um maior conhecimento de si próprio e conseguir uma integração e resolução mais adaptativa das diferentes situações, desafios e contextos de vida.

Como faço?
No quadro de uma relação de confiança, promove-se a construção de um espaço para se falar e ser-se escutado.

  • Crianças - A prática clínica é realizada através do desenho, faz-de-conta e do brincar. Esta é sempre sustentada por modelos científicos do desenvolvimento psicológico, bem como por princípios éticos e deontológicos que a orientam. Quais as principais problemáticas? Transições de vida significativas: mudanças familiares, divórcio e recasamento, mudanças de escola, adopção, processos de luto, entre outros. Problemas emocionais e relacionais: agressividade, desobediência, desatenção, excesso de atividade motora, medos. Ansiedade e depressão infantis. Perturbações e dificuldades de aprendizagem (dislexia, desortografia e discalculia). Perturbações de desenvolvimento. Perturbações de sono e de alimentação. Perturbações de eliminação: enurese, encoprese.

  • Jovens - Transições de vida significativas: mudanças de escola, adopção, processos de luto, entre outros. Problemas emocionais e relacionais. Ansiedade e depressão. Perturbações alimentares. Autoconhecimento. Dificuldades de aprendizagem. Orientação Vocacional.

  • Adultos - Ansiedade e depressão. Problemas emocionais e/ou relacionais. Perturbações alimentares. Divórcio e recasamento. Parentalidade. Autoconhecimento. Transições Profissionais.